Sogras e noras

"Pois vim causar divisão entre o homem e seu pai; entre a filha e sua mãe e entre a nora e sua sogra." (Mateus 10:35)

O livro de Juízes narra a história de Jefté, o qual fez um voto prometendo a Deus que, se Ele ajudasse Israel a vencer os amonitas, o primeiro que saísse de casa ao seu encontro, seria oferecido em holocausto (Jz 11:30, 31). Voltando vitorioso da peleja para casa, Jefté ficou angustiado quando sua filha única saiu para lhe dar as boas-vindas. Há quem pense que Jefté esperasse ser recepcionado pela sogra.

Com efeito, ao longo da história, o conceito que se formou a respeito das sogras não tem sido muito positivo, especialmente no que tange ao seu relacionamento com as noras. O problema parece residir no fato de que as duas se acham unidas pelo amor ao mesmo homem. Mas, como ambas vêm de famílias diferentes, tanto uma como a outra possuem valores, hábitos e crenças diferentes, que podem ser incompatíveis e gerar competição. E se vivem debaixo do mesmo teto, o relacionamento entre elas (e mesmo entre o casal) tende a se deteriorar.

O conflito pode ser superado se elas crescerem emocionalmente e entenderem que cada uma deve ter o seu próprio espaço. Para haver uma boa convivência é indispensável haver tolerância, aceitação e respeito. Só assim serão preservados os laços amorosos que deverão unir o filho à mãe e o marido à esposa.

A Bíblia menciona o caso de Rebeca, que se sentia desgostosa por ter como noras as filhas de Hete (casadas com Esaú), que eram idólatras (ver Gn 27:46). Mas também narra o belo exemplo deixado por Noemi e Rute. Quando Noemi decidiu retornar à sua terra natal, “Rute se apegou a ela” e lhe fez uma comovente declaração de lealdade: “Não me instes para que te deixe e me obrigue a não seguir-te; porque, aonde quer que fores, irei eu e, onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus. Onde quer que morreres, morrerei eu e aí serei sepultada; faça-me o Senhor o que bem Lhe aprouver, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti” (Rt 1:14, 16, 17).

A lealdade de Rute a Noemi e ao Deus de sua sogra foi, portanto, maior do que o apego aos próprios parentes e aos seus deuses. O exemplo de Noemi havia permitido a operação do Espírito Santo no coração de Rute, levando-a a adorar o verdadeiro Deus.

Hoje é o Dia da Sogra. Em vez de lhe mandar uma vassoura, envie-lhe flores, ou um cartão. Você vai ver que um gesto de carinho pode realizar milagres.