A 45 Centímetros do Céu

Jesus respondeu: “Vocês estão enganados porque não conhecem as Escrituras nem o poder de Deus!” (Mateus 22:29)

No lugar do meu trabalho e ministério, temos um slogan, um alvo: “Diga ao Mundo.” Dos púlpitos, em todo o mundo, os pastores acentuam a importância de estudar a Palavra de Deus. “Leia a Bíblia” soa quase como uma expressão desnecessária, quando se pensa que todos os cristãos fazem isso, já que a Palavra de Deus é o nosso sustento.

Na verdade, muitos cristãos não estudam a Bíblia todos os dias, e o objetivo é animá-los a fazer exatamente isso. Acho que pedir que as pessoas leiam a Bíblia é quase a mesma coisa que pedir que as pessoas pratiquem exercício físico. Todos sabemos que a leitura da Bíblia é benéfica, assim como sabemos que, de fato, o exercício nos mantém saudáveis. Mas, de alguma forma, falta disciplina. Tomamos a resolução de fazer isso – amanhã – mas a maioria não se empenha em cumpri-la.

Um pastor e amigo, certa vez, disse que muitos deixarão de entrar no Céu por causa de 45 centímetros. Ele explicou que a distância entre o cérebro e o coração é de aproximadamente 45 centímetros. Muitos cristãos têm apenas uma religião de conhecimento intelectual. Sabem aquilo que devem e não devem fazer, mas deixam de aplicá-lo. A cabeça não se conecta com o coração. Ler a Bíblia era o que os líderes judeus faziam a vida toda. Eles a memorizavam, mas ela deixava de lhes tocar a vida, deixava de transformá-los. Em João 5:39, Jesus os repreendeu: “Vocês estudam cuidadosamente as Escrituras, porque pensam que nelas vocês têm a vida eterna. E são as Escrituras que testemunham a Meu respeito”.

Eles achavam que as Escrituras, por si, os salvariam, e é triste ver que quando o Cristo que as Escrituras focalizavam apareceu no meio deles, eles não apenas não O reconheceram, mas O condenaram à morte!

Simplesmente ler ou estudar a Bíblia é insuficiente. A Bíblia deve tornar-se parte da nossa vida. Precisa afetar o modo como falamos, o modo como nos conduzimos, nossas atitudes, nossos pensamentos íntimos e nossos relacionamentos. Quando lemos a Bíblia simplesmente por ler, com demasiada frequência ficamos a 45 centímetros da linha de chegada.

Viver uma vibrante vida cristã não é possível sem o estudo da Palavra de Deus, porque essa é a maneira de conectar-nos com Jesus Cristo.


(Sally Lam-Phoon)