Direita ou esquerda?

O coração do sábio se inclina para o lado direito, mas o do estulto, para o da esquerda. (Eclesiastes 10:2)

Alguém poderia apressadamente supor que essas palavras de Salomão oferecem apoio bíblico à militância de direita e condenam o esquerdismo. Mas nesse caso seria bom lembrar que o sábio também declara: “Não declines nem para a direita nem para a esquerda” (Pv 4:27).

Salomão não está, aqui, falando de política, mas de filosofia de vida, usando uma linguagem poética para destacar a diferença entre a mente de um sábio e a de um tolo.

Na Bíblia, o lado direito é considerado o lado da honra, da proteção, do poder, enquanto o lado esquerdo é o lado do mal, da desgraça: “O Senhor, tenho-O sempre à minha presença; estando Ele à minha direita, não serei abalado” (Sl 16:8). Quando Jesus voltar, “porá as ovelhas à Sua direita, mas os cabritos, à esquerda” (Mt 25:33).

Quando as coisas não vão bem, no dia, costumamos dizer: “Hoje levantei com o pé esquerdo.” Em algumas culturas orientais a mão esquerda é considerada imunda, pois é a mão com a qual se faz a higiene pessoal.

Esse contraste entre a mão direita e a esquerda provavelmente se originou no fato de que a mão direita de uma pessoa é geralmente mais habilidosa na realização de tarefas manuais, embora a Bíblia refira o caso de setecentos homens canhotos, os quais tinham tanta pontaria, que “atiravam com a funda uma pedra num cabelo e não erravam” (Jz 20:16).

Quanto ao coração, os antigos hebreus o consideravam como o centro das emoções, pensamentos e inteligência. Assim sendo, o que Salomão queria dizer, em linguagem moderna, seria o seguinte: “A mente do homem sábio o leva a fazer o que é certo; a mente do tolo o leva a fazer o que é errado.”

Nosso coração precisa estar em paz com Deus, o que significa ter uma espiritualidade autêntica, e não superficial ou hipócrita. Embora os homens possam ser “ímpios de coração” (Jó 36:13), tenham “coração orgulhoso” (Pv 21:4), “perverso coração de incredulidade” (Hb 3:12), “coração rebelde e contumaz” (Jr 5:23) e “ídolos dentro do seu coração” (Ez 14:3), ainda assim Deus pode lhes dar um “coração de carne”, um “coração novo” (Ez 11:19, 18:31), tornando-os uma “nova criatura” (2Co 5:17).

Vamos pedir que Cristo habite hoje, em nosso coração, pela fé (Ef 3:17), e que Deus esteja à nossa direita, para não sermos abalados por nada deste mundo.