Deixe sua mensagem após o sinal

"Clamei, e ninguém respondeu, falei, e não escutaram." (Isaías 66:4)

Estamos vivendo na era das secretárias eletrônicas, em que as pessoas, não querendo ser perturbadas por chamadas telefônicas incômodas, seja de telemarqueteiros, vendedores, solicitadores de doações e outros, deixam na secretária eletrônica a seguinte mensagem gravada: “Você ligou para 4800-5699. No momento não podemos atender. Deixe sua mensagem após o sinal.”

O escritor Hal Shymkus diz que na Flórida há uma casa em que a secretária eletrônica contém a seguinte mensagem: “Não, nós não estamos precisando consertar o telhado; as paredes também estão boas. Não estamos querendo comprar aparelho de ar-condicionado ou geladeira. E já temos seguro de saúde. Se ainda assim você quiser deixar uma mensagem, aguarde o sinal.”

As coisas estão assim, hoje em dia. E podem piorar. Pode ser que um dia o marido ligue para casa e ouça a voz da esposa, na secretária: “Alô, aqui é a sua esposa. Para saber o cardápio do jantar, disque 1. Para se desculpar pelo que você disse ontem à noite, disque 2. Para dizer ‘eu te amo’, disque 3. Se quiser falar comigo pessoalmente, disque 0 e aguarde. Logo irei atendê-lo.”

Um dia, ao entardecer, Adão recebeu um chamado de Deus: “Adããão, onde você está?” Mas Adão estava escondido atrás de um arbusto, e não queria conversa com Deus.

Um dos trágicos resultados do pecado, é que ele bloqueia a comunicação do homem com Deus. Adão certamente preferia que a secretária eletrônica atendesse o chamado, com sua voz gravada: “Aqui é a residência de Adão e Eva. No momento estamos nus e não podemos atender. Deixe Sua mensagem após o sinal.” Mas Deus queria falar com ele pessoalmente.

Às vezes, atendemos um chamado divino com a mesma má vontade como o faríamos com uma pessoa importuna, que liga fora de hora. “Não, Senhor, eu não pretendo mudar de vida, no momento.” “Não, eu ainda não estou preparado para abandonar alguns pecados.” “Não, eu não quero ir à igreja.” “Dízimo? Ah, eu acho que 8% está bom.”

O livro de Hebreus começa dizendo que Deus falou muitas vezes, e de diversas maneiras, no passado. Mas “nestes últimos dias, nos falou pelo Filho”. É como se Deus tivesse Se cansado de deixar mensagens na secretária e finalmente decidisse descer até aqui para conversar conosco pessoalmente.

E o que Ele veio nos dizer? Não só dizer, mas mostrar que, apesar dos nossos pecados, Ele nos ama e quer nos salvar. E isso Ele demonstrou supremamente na cruz.