FANTOCHES – O SAL DA TERRA

X -- Cidinha, a tia Claudia disse que Jesus quer que eu seja sal.
Será que quando eu pular na piscina, a água vai ficar toda salgada como a do mar?

C -- Não Xiquinho.

X -- E se eu virar sal eu não vou poder mais tomar banho, vou ficar que nem o Cascão. Todo sujinho.

C -- Por que Xiquinho?

X -- Porque eu vou me desmanchar todinho quando tomar banho e minha mãe nunca mais vai me ver.

C -- Deixa de ser bobo Xiquinho a tia disse que nós devemos ser o sal da terra, não virando uma estatua de sal e sim falando palavras agradáveis, não falando palavrão, respeitando os pais e sendo bom com as outras pessoas.

X -- Eu não posso falar palavrão, nenhumzinho

C -- Não, Não pode.

X -- Nem paralelepidedo?

C -- Xiquinho! Paralelepípedo é uma palavra grande, não é palavrão.

X -- Então Cidinha deixa eu ver se entendi.
Para ser o sal da terra eu preciso:

. Falar palavras boas e não falar palavras feias como palavrão
. Falar sempre a verdade
. Ser educado, não esquecendo das palavrinhas mágicas: Por favor, obrigado, com licença e me desculpe.
. Ser obediente, obedecer o papai e a mamãe e não dar respostas malcriadas
. Não fazer bagunça na escola e nos aventureiros
. Ser bondoso, amável e prestativo com os parentes, vizinhos e amigos
. Não bater nem colocar apelidos nos amiguinhos
. Tratar bem os animais

Acertei Cidinha?

C -- Acertou sim. Mas faltou uma coisinha só:

Amar a Deus!

Crianças, vocês podem fazer o que o Xiquinho falou?
Então levantem as mãos

X -- Mas se eu não conseguir, o que eu faço?
Será que eu desisto de ser o sal da terra?

C -- Não, você pede ao Papai do céu para te ajudar.

X -- E como eu faço isto? Mando uma carta, envio um email, ligo para o celular dEle?
Qual é o número do celular de Deus?

C -- Não Xi-qui-nho!
Não precisa de nada disto
É só você juntar suas mãozinhas e orar, é assim que se fala com o Papai do Céu

X -- Só isso? Fácil assim?

C -- É fácil.
Quando você for orar, fale com Deus como você fala com um amigo, conte os seus problemas, peça a ajuda dEle, peça que Ele abençoe você, o papai, a mamãe e os seus amiguinhos e agradeça as bençãos que Ele te deu.

C -- Xiquinho, você se lembra do discípulo Pedro?

X -- Sim lembro

C -- Pedro era um dos amigos de Jesus, mas Pedro não dizia sempre a verdade

X -- É mesmo, ele era mentiroso?

C -- Vou contar para você.
Quando Jesus foi preso pelos soldados e levado para ser julgado, Pedro os seguiu até a casa do sumo sacerdote.
Ali Pedro viu os soldados batendo em Jesus, cuspindo nEle e dando-Lhe chutes.

X -- Coitadinho de Jesus. E Pedro não fez nada?

C -- Pedro ficou com muita pena de Jesus, ele queria ajudar a Jesus, queria defendê-lO daqueles soldados maus.
Mas os soldados tinham armas e eram muitos e Pedro ficou com muito medo.

X -- E Pedro foi embora?

C -- Não, não foi. Uma empregada que passava por ali viu Pedro e disse para todo mundo "vejam, esse aqui é amigo de Jesus."
Naquele momento, ele ficou com tanto medo que mentiu, ele disse que não sabia quem era esse tal de Jesus.”

X -- Que mentiroso, ele não teve vergonha de dizer que não conhecia Jesus?
E o que aconteceu?

C -- Logo depois passou por ali uma outra mulher que também disse que Pedro era um dos amigos de Jesus.
E Pedro mentiu outra vez, ele disse que não conhecia esse tal de Jesus."

X -- Ele mentiu de novo, que coisa feia.

C -- Mais tarde, alguns homens que desconfiavam que Pedro estava mentindo, olharam bem para ele e disseram: "você é mesmo amigo de Jesus, porque fala igualzinho a Ele. Você não xinga, não grita, não briga ..."
E você sabe o que fez Pedro desta vez?

X -- Ele fugiu, mais rápido que um foguete.

C -- Não.
Ele disse: "claro que xingo. Xingo sim". E Pedro começou a xingar só para que todo mundo acreditasse na sua mentira.
Pedro estava com medo de que se as pessoas soubessem que ele era amigo de Jesus, podiam também bater, cuspir e chuta-lo, como estavam fazendo com Jesus.

X -- É cidinha as palavras de Pedro não eram temperadas com sal.

C -- Claro que não, e para ajudar Pedro a se lembrar que não devia mentir, um galo começou a cantar e naquele momento Jesus olhou para Pedro.
Pedro se sentiu envergonhado. Ele sentia vergonha de ter mentido e xingado.

X -- E o que ele fez? Ele saiu correndo?

C -- Pedro chorou de vergonha, e nunca mais mentiu.
Daí em diante, sempre que Pedro ouvia um galo cantando, ele se lembrava que não devia mentir e nem xingar.

X -- Cocorocó!

C -- O que é isso Xiquinho?

X -- É para que as crianças também se lembrem de não mentir e nem xingar.

Crianças agora nós vamos embora, mas antes vamos fazer uma oração.

Papai do céu,
Obrigado pelo bom dia que estamos tendo
Por favor nos ajude a sermos como o sal
Nos desculpe pelos pecados que cometemos
Abençoe a cada aventureiro, suas famílias e amigos.
Em nome de Jesus
Amém.

T -- Tchau pessoal. Tchau.




C - Cidinha  
X - Xiquinho
T - Todos