A MORTE DE CRUZ

UMA VIDA COM PROPÓSITO

Nossa esperança deve estar firmada em Cristo. Devemos depositar as nossas fraquezas e debilidades na Sua grandiosa força; confiar a nossa ignorância a Sua sabedoria; e colocar nossos temores sob Sua proteção.

Não podemos concentrar nossa atenção em nos mesmos, nem permitir que nosso pensamento se fixe no eu. Precisamos olhar sempre para Cristo e fixar o pensamento na grandeza de Seu amor e na perfeição de Seu caráter.

Devemos contemplar a Cristo para sermos transformados por Ele, copiando Seu exemplo de abnegação, humildade, pureza e santidade.

JESUS, MEU EXEMPLO DE VIDA

"Ao entregar Sua preciosa vida, Cristo não teve a alegria do triunfo para animá-Lo. Seu coração encontrava-se oprimido pela angustia e ferido pela tristeza. Mas não era o medo da morte a causa do Seu sofrimento, e sim o peso esmagador do pecado do mundo que o separava do amor de Seu Pai. Isso foi o que quebrantou o coração do Salvador, a tal ponto que determinou Sua morte antes do tempo previsto.

Cristo sentiu a angústia que os pecadores hão de sentir quando tiverem consciência de sua culpa e reconhecerem estar para sempre excluídos da paz e da alegria do Céu.

Os anjos contemplam com assombro a intensa agonia do Filho de Deus. Sua angústia mental é tão intensa que quase não sente os sofrimentos da cruz.

A própria natureza simpatizou com aquela cena. O Sol que até o meio-dia havia brilhado no firmamento, negou seu brilho de repente; em volta da cruz. tudo ficou mergulhado em trevas, como se fosse a hora mais escura da noite. Essa escuridão sobrenatural durou três horas completas.

Um terror indizível se apossou da multidão. As zombarias e imprecações cessaram completamente e homens, mulheres e crianças caíram por terra cheios de pavor. Relâmpagos ocasionais iluminavam a cruz e o Salvador crucificado. Todos julgavam que sua hora de retribuição havia chegado.

À hora nona, as trevas se dissiparam de sobre o povo, mas ainda envolviam o Salvador como um manto. Raios flamejantes pareciam arremessar-se sobre Ele. ali pendurado na cruz. Foi então que exclamou em um grito desesperado: 'Deus Meu, Deus Meu, por que Me desamparaste? (Mateus 27:46). Nesse ínterim, as trevas haviam baixado sobre Jerusalém e as planícies da Judéia. Todos os olhos se voltaram para a cidade condenada e viram os raios ameaçadores da Ira de Deus sendo arrojados contra ela. De repente, a escuridão sobre a cruz se dissipou e com voz clara e poderosa que parecia ressoar por toda a criação, Jesus exclamou: 'Está consumado!’ (João 19:30). 'Pai, nas Tuas mãos entrego o Meu espírito! (Lucas 23:46).

Uma luz inundou a cruz e o rosto do Salvador tomou-se tão brilhante como o Sol. Depois curvando a cabeça sobre o peito, expirou. A multidão ao redor da cruz ficou paralisada e com a respiração suspensa contemplava o Salvador. Outra vez, as trevas baixaram sobre a Terra e se ouviu um estrondo como um poderoso trovão acompanhado de um terremoto. As pessoas furam lançadas umas sobre as outras pelo terremoto. Seguiu-se a mais terrível confusão.

Nas montanhas vizinhas. as rochas fenderam-se precipitando-se penhasco abaixo. Os túmulos se abriram lançando de si seus mortos. Parecia que toda a Criação estava se partindo aos pedaços. Sacerdotes, Príncipes, soldados e o povo, mudos de terror, jaziam prostrados ao solo.

Na hora em que Jesus morreu, alguns sacerdotes estavam ministrando no templo em Jerusalém. Eles sentiram o tremor, e, no mesmo instante, o véu que separava o lugar santo do santíssimo rasgou-se de alto a baixo pela mesma mão misteriosa que escreveu as palavras do juízo no palácio de Belsazar. O lugar santíssimo do santuário terrestre não era mais sagrado. Nunca mais a presença de Deus haveria de cobrir o propiciatório. Jamais o favor ou desfavor de Deus seria manifestado pela luz ou sombra nas pedras preciosas do peitoral do sumo sacerdote. O sangue do sacrifício oferecido no templo havia perdido o valor. Ao morrer, o Cordeiro de Deus havia Se tornado o sacrifício pelos pecados do mundo.

Quando Cristo morreu na cruz do Calvário, abriu-se um caminho novo e vivo destinado tanto aos judeus quanto aos gentios. Os anjos se alegraram quando o Salvador exclamou: 'Está consumado!' (João 19:30). O grande plano da redenção havia sido cumprido. Através de uma vida de obediência, os filhos de Adão poderiam finalmente ser exaltados a presença de Deus. Satanás havia sido derrotado e sabia que seu reino estava perdido."

VIVENDO COMO UM DISCÍPULO

A vida e o ministério de Cristo foram extraordinários.

Aqueles pés que foram empoeirados aqui na história deste mundo, foram cravados com pregos na cruz. As mãos usadas somente para fazer o bem, foram estendidas, perfuradas e dilaceradas pelo peso de Seu corpo.

Os que assistiam a crucificação puderam perceber que Aquele que estava pendurado era verdadeiramente o Filho de Deus. Aquela era a oferta do Céu pela humanidade, uma oferta de inestimável valor.

Quando Deus determinou que iria destruir Sodoma e Gomorra, Abraão intercedeu por estas cidades. No primeiro momento, ele perguntou a Deus se pouparia as cidades, caso houvesse cinqüenta justos. Como a resposta foi positiva, ele continuou intercedendo e pediu a Deus para poupá-los, caso houvesse quarenta justos; posteriormente trinta, vinte, e por fim, dez justos. (Gênesis 18:26). Ele parou nos dez. Mas Deus se preocupa com apenas uma pessoa e se Ele precisasse morrer por somente uma pessoa, Ele teria feito, mesmo se essa pessoa fosse eu ou você.

Deus te ama, nunca se esqueça disto, mesmo que Satanás “buzine” no seu ouvido que você não presta, que seus pecados são muito grandes para que você possa ser perdoado, nunca se esqueça que Deus te ama. Você só precisa se arrepender e confessar os seus pecados. “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.”(I João 1:9)

Adão e Eva tinham pecado e a partir deste dia o homem recebeu uma terrível maldição. “Porque o salário do pecado é a morte... (Romanos 6:23).

Mas após a morte e ressurreição de Cristo, nosso problema foi resolvido pois “... o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Romanos 6:23).

Nós não poderíamos ter pago o preço pelos nossos pecados, não teríamos como, nenhum ser humano, anjo ou qualquer criatura poderia. Cristo pagou este preço e hoje somos salvos pela Graça, Cristo te oferece a salvação de forma gratuita, não te custa nada, você não tem que pagar nenhum preço.

E como eu alcanço esta salvação? A Bíblia te responde:

"Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie." (Efésios 2:8)

E as obras onde se encaixam?

Elas são um reflexo do toque do Espírito Santo no coração, da comunhão com Cristo, do amor de Cristo que contagiou o eu coração e transbordou em felicidade e aí imitar os atos de bondade de Jesus se tornou motivo de alegria.

Cristo esta preparando moradas para nós e Ele virá nos buscar, para morarmos com Ele. Se achamos hoje algumas paisagens ou até mesmo casas bonitas, imagine o que esta sendo preparado para nós.

"As coisas que olhos não viram, nem ouvidos ouviram, nem penetraram o coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam. “(I Cor 2:9)

“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito; vou preparar-vos lugar. E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos tomarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.” (João 14:1-3)

MEU COMPROMISSO COM DEUS

Desejo ser mais que um voluntário na obra de Deus. Quero ser membro do corpo e Cristo. Assim como Ele se entregou, entregarei a minha vida a Ele.

Sei que tudo que eu fizer será pouco diante do que Cristo fez. Todo o meu sacrifício será pequeno diante do sacrifício dEle. Os braços abertos de Cristo na cruz me desautorizam a ficar com os braços cruzados.

Me comprometo a ser um verdadeiro Cristão, andar nos passos de Cristo, imitando o que ele fez, sua bondade, amor, paciência, humildade, preocupação com o próximo...; e farei com Cristo um PACTO DE AMOR, de todo dia reservar um tempo para ler e meditar na sua Palavra.

Senhor me comprometo a levar essa sua mensagem aos outros, esperando a sua breve volta.

Amém!

E os 31 dias chegaram ao fim, este estudo terminou. Esperamos que tenha ajudado a você e a sua família e que vocês estejam unidos, felizes e mais próximos de Deus. Mas esperamos que não acabe aqui, continue a estudar mais sobre Cristo e também o restante da Bíblia, seguindo sempre os passos de Cristo.

Desejamos, de todo o coração, que Deus abençoe a cada um de Vocês e também as suas famílias e que o Seu amor continue contagiando as suas vidas.

Se tiver ficado alguma dúvida sobre este estudo, ou algum outro ponto da Bíblia, nos envie um e-mail para o [email protected] e se quiser pedir oração ou enviar algum artigo para que nós publiquemos neste site, utilize o mesmo e-mail.

Nunca esqueça : DEUS TE AMA MUITO.

Um bom dia.