A APRESENTAÇÃO NO TEMPLO

UM DIA COM PROPÓSITO

Muitos tem o desejo de saber como fazer uma meditação. Você pode começar fazendo assim: pegue um texto bíblico de sua preferência, leia-o duas vezes com muita atenção. Depois leia os versículos que o antecedem e, posteriormente, os versículos que o sucedem. Tente visualizar o contexto. Agora leia novamente o texto acrescentando o contexto e tente visualizar todos os acontecimentos. Escreva que princípios o texto estava ensinando para a época em que foi escrito; depois analise quais princípios podem e devem ser aplicados na atualidade, principalmente em sua vida. Lembre-se: todos esses passos devem ser feitos em oração, pedindo ao Espírito Santo a iluminação necessária.

JESUS, MEU EXEMPLO DE VIDA

Quando Jesus tinha seis semanas de idade foi apresentado ao Senhor, no templo de Jerusalém.

Esta cerimônia apontava para o pacto que Deus fez com a humanidade, de oferecer Seu Filho primogênito para salvar o mundo. Esta verdade está cravada em todas as nuances nas Escrituras sagradas.

Quando Israel estava para ser libertado da escravidão egípcia, a dedicação do primogênito foi novamente instituída pelo Senhor:

“ Consagra-me todo primogênito; _ tanto de homens como de animais, é meu” (Êxodo 13:2)

Quando a criança de uma família era levada para ser apresentada no templo, logo que era devolvida à mãe, seu nome era registrado em um rolo, ou livro, que continha o nome de todos os primogênitos de Israel. Assim também todos os que são salvos pelo sangue de Cristo terão seu nome escrito no livro da vida.

Na apresentação do menino Jesus no templo, o sacerdote, acostumado com o formalismo, não percebeu a grandiosidade daquela cerimônia e nem imaginou que em seus braços segurava o Salvador do mundo.

O sacerdote fez a cerimônia de seu serviço oficial... Depois de o devolver à mãe, inscreveu o nome “Jesus” na lista dos primogênitos. Mal pensava ele, enquanto a criança lhe repousava nos braços, que era a Majestade do Céu, o Rei da Glória. Não pensou o sacerdote que essa criança era Aquele de que Moisés escrevera, não pensou que essa criança era Aquele cuja glória Moisés rogara ver. Mas Alguém maior do que Moisés Se achava nos braços do sacerdote; e, ao inscrever o nome do menino, inscrevia o daquele que era o fundamento de toda a dispensação judaica.

Assim é ainda hoje. O homem, em um mundo corrompido pelo pecado, não consegue distinguir o rosto amoroso de seu grande benfeitor.

...Ele não é hoje mais prontamente recebido do que o que foi a dois mil anos atrás.

VIVENDO COMO UM DISCÍPULO

Jesus pensou em todos os detalhes para efetuar a salvação da humanidade. Cumpriu todos os requisitos que garantiriam nosso livramento do pecado. Como um pastor a procura de uma ovelha perdida, veio a este mundo, submeteu-Se a toda pressão do pecado e foi vitorioso.

Desejo firmar um compromisso com Deus de estar atento à Sua voz, conhecer mais a Sua vontade, dedicar mais tempo ao estudo de Sua palavra.

A verdade divina deve ser o objeto de sua contemplação e meditação. Deve ele considerar a Bíblia como a voz de Deus a ele falando diretamente. Achará assim a sabedoria que é divina