Humildade Revelada

Uma história de amor e humildade bastante marcante é a de Bronya Sklodovski e sua irmã, Manya. Ambas tinham uma inteligência fora do comum. Manya, depois de adulta, ganhou o Prêmio Nobel de Química.

Quando eram pequenas, a mãe delas morreu, deixando a responsabilidade de cuidar da família para Bronya, a mais velha. Ela ajudou Manya a completar os estudos. Esta, por sua vez, arranjou um emprego e começou a economizar dinheiro para estudar na Universidade de Paris, capital da França. Ela sabia, entretanto, que Bronya também almejava estudar em Paris. Mas, com que dinheiro?

– Tenho um plano! – disse Manya para sua irmã mais velha. – Se continuarmos tentando juntar dinheiro para os estudos, nenhuma de nós duas conseguirá estudar. Então, você vai para a universidade primeiro, e eu lhe enviarei o dinheiro. Quando você se formar, será minha vez de ir a Paris. Então, você me ajudará.

– Não! Não seria correto – discordou Bronya. – Você é mais inteligente do que eu. Você deve ir primeiro.

– De jeito nenhum, Bronya. Você é mais velha e já esperou demais por esta oportunidade. Você deve ir primeiro.

Bronya acabou concordando e foi estudar em Paris, enquanto Manya permaneceu em Varsóvia. Depois de anos de estudo e preparo, Bronya tornou-se médica. Foi a vez de Manya ir estudar matemática e física. Ambas tornaram-se muito competentes em sua área de atuação.

Mas creio que o que mais se destacou na vida daquelas moças foi a disposição de servir uma à outra. Não tem sido fácil encontrar exemplos assim hoje em dia, não é mesmo? Contudo, você pode seguir as palavras de Cristo e ser um verdadeiro exemplo de humildade diante dos semelhantes. Seja em casa, com os demais irmãos; seja na escola, diante dos colegas de classe, ou até mesmo no ambiente da igreja. O que vale não é ser o primeiro para o mundo, mas o primeiro a fazer a vontade de Deus.


"O mais importante deve ser como o menos importante; e o que manda deve ser como o que é mandado." (Lucas 22:26)