Vidas Transformadas

Em 1921, Lewis Lawes tornou-se diretor da Prisão de Sing Sing. Naquela época, não havia prisão mais rigorosa que essa. Quando o diretor Lawes aposentou-se, 20 anos mais tarde, aquela prisão transformou-se em uma instituição humanitária.

Os estudiosos do sistema disseram que o responsável pela mudança foi Lawes. Mas, ao ser questionado sobre a transformação, ele disse:

— O mérito todo é de Catherine, minha maravilhosa esposa, que está enterrada fora dos muros da prisão.

Catherine Lawes era uma jovem mãe de três filhos pequenos quando seu marido assumiu o posto de diretor da prisão. Desde o início, todos a advertiram de que ela jamais deveria colocar os pés dentro dos muros da prisão, mas essas advertências não assustaram Catherine!

Quando o primeiro jogo de basquete foi realizado ali, ela compareceu... atravessou a quadra com seus três lindos filhos e sentou-se nas arquibancadas em companhia dos internos.

Ela dizia o seguinte:

— Meu marido e eu vamos tomar conta desses presos, e creio que eles vão tomar conta de mim! Não tenho por que me preocupar!

Catherine insistia em fazer amizade com os presos e em conhecer suas histórias. Ficou sabendo que havia ali um assassino confesso que estava cego, e resolveu fazer-lhe uma visita.

— Você lê em Braille? — ela disse, segurando-lhe as mãos.

— O que é Braille? — ele perguntou.

Ela o ensinou a ler. Anos depois, ele chorou emocionado e cheio de afeto por ela.

Posteriormente, Catherine encontrou um surdo-mudo na prisão. Passou a freqüentar uma escola especializada em linguagem por sinais. Muitas pessoas diziam que Catherine Lawes era o corpo de Jesus ressuscitado novamente em Sing Sing, de 1921 a 1937.

Subitamente, ela morreu em um acidente de carro. Na manhã seguinte ao desastre, Lewis Lawes não compareceu ao trabalho, sendo substituído pelo diretor interino. Imediatamente, a prisão inteira notou que alguma coisa errada havia acontecido.

No outro dia, o corpo dela jazia em um caixão em sua residência, distante cerca de 1.200 metros da prisão. Enquanto fazia sua inspeção rotineira, o diretor interino ficou surpreso ao ver um grupo de criminosos dos mais terríveis e medonhos amontoados como animais diante do portão principal.

O diretor interino aproximou-se e viu lágrimas de sofrimento e tristeza nos olhos de todos. Ele sabia quanto eles amavam Catherine. Virou-se e encarou o grupo, dizendo:

— Muito bem, homens, vocês podem ir. Mas quero ver todos vocês de volta esta noite!

Em seguida, abriu o portão e um desfile de criminosos percorreu, sem escolta, os 1.200 metros para ficar na fila e prestar as últimas homenagens a Catherine Lawes. E todos retornaram à prisão. Todos!


(Tim kimmel - Histórias Para o Coração)

"Lembrem disto: quem fizer um pecador voltar do seu mau caminho salvará da morte esse pecador e fará com que muitos pecados sejam perdoados." (Tiago 5:20)