O falcão que não queria voar

Um rei recebeu de presente dois pequenos falcões e entregou-os ao mestre para que os adestrasse.

Passados alguns meses, o mestre informou ao rei que um dos falcões estava pronto, mas não sabia o que estava acontecendo com o outro, não tinha se mexido do galho onde o havia deixado desde o dia em que chegou. O rei então encarregou a missão a membros da corte, mas nada aconteceu.

No dia seguinte, pela janela, o monarca pôde observar que a ave continuava imóvel. Então, decidiu comunicar ao seu povo que ofereceria uma recompensa à pessoa que fizesse o falcão voar.

Na manhã seguinte, viu o falcão voando agilmente pelos jardins. O rei disse: traz-me o autor deste milagre. Rapidamente lhe apresentaram um camponês.

O rei perguntou-lhe: Você fez o falcão voar? Como você fez? Você é mago? – O camponês disse ao rei: Foi fácil, meu rei, só cortei o galho e o falcão voou, percebeu que tinha asas e lançou-se a voar.

Você sabe que você também tem asas? Sabe que você pode voar? Ao que você está agarrado? Do que você não consegue se soltar? O que está esperando para voar? Você não pode descobrir novos horizontes a menos que tenhas a coragem de voar.

"Os que esperam no Senhor renovarão as suas forças; subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; andarão, e não se fatigarão." (Isaías 40:31)