Uma história de amizade

O nome dele era Fleming e era um pobre fazendeiro escocês. Um dia, enquanto trabalhava para ganhar a vida e o sustento para sua família, ele ouviu um pedido desesperado de socorro vindo de um pântano nas proximidades. Largou suas ferramentas e correu para lá. Lá chegando, enlameado até a cintura de uma lama negra, encontrou um menino gritando e tentando se safar da morte. O fazendeiro Fleming salvou o rapaz de uma morte lenta e terrível.

No dia seguinte, uma carruagem riquíssima chega à humilde casa do escocês. Um nobre elegantemente vestido sai e se apresenta como o pai do menino que o fazendeiro Fleming tinha salvado.

- "Eu quero recompensá-lo", disse o nobre. "Você salvou a vida do meu filho".

- "Não, eu não posso aceitar pagamento para o que eu fiz", responde o fazendeiro escocês, recusando a oferta.

Naquele momento, o filho do fazendeiro veio à porta do casebre.

- "É seu filho?" perguntou o nobre.

- "Sim," o fazendeiro respondeu orgulhosamente.

- "Eu lhe farei uma proposta. Deixe-me levá-lo e dar-lhe uma boa educação. Se o rapaz for como seu pai, ele crescerá e será um homem do qual você terá muito orgulho".

E foi o que ele fez. Tempos depois, o filho do fazendeiro Fleming se formou no St.Mary's Hospital Medical School de Londres, ficou conhecido no mundo como o notável Sir Alexander Fleming, o descobridor de Penicilina.

Anos depois, o filho do nobre estava doente com pneumonia.

O que o salvou? Penicilina.

O nome do nobre? Sir Randolph Churchill.

O nome do filho dele? Sir Winston Churchill.


"Façam aos outros o que querem que eles façam a vocês..." (Mateus 7:12)

"Amados, se Deus assim nos amou, nós também devemos amar-nos uns aos outros." (I João 4:11)