O pára-quedas

Charles Plumb, era piloto de um bombardeiro na guerra do Vietnã. Depois de muitas missões de combate, seu avião foi derrubado por um míssil. Plumb saltou de pára-quedas, foi capturado e passou seis anos numa prisão norte-vietnamita.

Ao retornar aos Estados Unidos, passou a dar palestras relatando sua odisséia e o que aprendera na prisão. Certo dia, num restaurante, foi saudado por um homem:

- “Olá, você é Charles Plumb, era piloto no Vietnã e foi derrubado, não é mesmo?"

- “Sim, como sabe?", perguntou Plumb.

- “Era eu quem dobrava o seu pára-quedas. Parece que funcionou bem, não é verdade?"

Plumb quase se afogou de surpresa, e com muita gratidão respondeu:

- "Claro que funcionou, caso contrário eu não estaria aqui hoje."

Ao ficar sozinho naquela noite, Plumb não conseguia dormir, pensando e perguntando-se: “Quantas vezes vi esse homem no porta-aviões e nunca lhe disse Bom Dia? Eu era um piloto arrogante e ele um simples marinheiro."

Pensou também nas horas que o marinheiro passou humildemente no barco enrolando os fios de seda de vários pára-quedas, tendo em suas mãos a vida de alguém que não conhecia.

Agora, Plumb inicia suas palestras perguntando à sua platéia:

"Quem dobrou teu pára-quedas hoje?".


"Saudai Priscila e Áqüila, meus cooperadores em Cristo Jesus, os quais pela minha vida arriscaram a sua própria cabeça; e isto lhes agradeço, não somente eu, mas também todas as igrejas dos gentios" (Rom. 16:3 e 4)

As vezes deixamos de saudar, de agradecer, de felicitar alguém, ou ainda simplesmente de dizer algo amável.

Hoje, esta semana, este ano, cada dia, preste atenção em quem prepara teu pára-quedas e agradeça. Ainda que não tenha nada de importante a dizer, dê um "alô", um obrigado. Às vezes as coisas mais importantes da vida dependem apenas de ações simples - Um telefonema, um sorriso, um agradecimento, um "gosto de você!", um "eu te amo!".

Aprenda a ser agradecido por tudo de bom, seja grande ou pequeno, que fazem por você.

Você já agradeceu a Deus hoje?