William - O Menino de Rua



Quando William tinha cinco anos, podia ser achado descalço, morto de fome e frio, mendigando pelas ruas de Glasgow, na Escócia. Às vezes ganhava algo, outras vezes ficava com fome. Ele chegava a passar dois dias sem comer nada.

Ainda que fosse muito pequeno, ele já se perguntava: “Por que será que as pessoas não entendem que estou com muita fome?”

Quando William fez seis anos e meio, começou a trabalhar numa fábrica. Ali trabalhava doze horas diárias!… e ganhava um xelim (Algo assim como 5 centavos) por semana. E assim continuou a sua vida cheia de pesares, fome e frio.

Quando completou os dezessete anos, alguém falou para ele do amor de Jesus. William abriu o seu coração e convidou Jesus para morar nele. A partir daquele momento William achou tanta paz e tanto amor que nasceu no seu coração o desejo fervoroso de servir a Jesus e assim falar à outras pessoas desse amoroso Salvador.

Passado algum tempo, William encontrou um emprego melhor, formou uma linda família e adquiriu uma confortável casa. Mas, cada vez que via uma criança mendigando nas ruas lembrava da sua infância e um aperto surgia no seu coração.

Então começou a orar por eles, a trabalhar e a construir lares para receber e cuidar dessas crianças abandonadas. Deus prosperou a sua fé e graças ao seu grande amor, William Quarrier, chegou a ser o grande fundador dos famosos Lares para Crianças Órfãs da Escócia.

Não importa o nosso passado e o quanto sofremos, Deus pode e quer usar a nossa vida para falarmos do Seu amor.


“Vão pelo mundo inteiro e anunciem o evangelho a todas as pessoas” (Marcos 16:15)