Tratar Bem ou Pregar uma Peça?

Um jovem estudante estava certo dia caminhando com um de seus professores, conhecido por tratar os alunos com justiça em suas aulas. Enquanto caminhavam, encontraram um par de sapatos velhos ao longo da trilha. Vendo um trabalhador num campo próximo, entenderam que os sapatos pertenciam a ele. O homem estava acabando seu trabalho daquele dia.

Voltando-se para o professor, o estudante sugeriu:

- Vamos pregar uma peça no velho pateta. Vamos esconder os sapatos dele, ocultar-nos atrás destes arbustos e observar a sua reação quando não puder encontrá-los.

- Você acha mesmo que devemos fazer isso? - perguntou o professor. - Vou fazer uma sugestão diferente. Por que não surpreendemos o idoso cidadão colocando uma moeda em cada sapato e depois observando sua reação quando ele encontrar o dinheiro?

O estudante não ficou exatamente entusiasmado, mas acabou concordando com a idéia.

Quando o pobre homem concluiu seu trabalho e calçou os sapatos, sentiu alguma coisa dura por dentro. Surpreso, olhou as moedas e depois ajoelhou-se para agradecer a Deus por ter provido dinheiro para sua família desesperadamente necessitada.

- Você não se sente mais feliz assim, por ter ajudado um velho trabalhador em vez de ter-lhe pregado uma peça? - cochichou o professor.

O estudante teve de concordar.

Como cristãos, devemos recordar não apenas que mais bem-aventurado é dar do que receber, mas também fazer aos outros o que gostaríamos que eles nos fizessem.


“É mister... recordar as palavras do próprio Senhor Jesus: Mais bem-aventurado é dar que receber.” (Atos 20:35)
“Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós a eles; porque esta é a lei e os profetas.”(Mat. 7:12)