O seu tesouro

Um senhor, tendo nas mãos um pacote de bombons, aproximou-se de um sobrinho que jogava entretido com suas bolinhas, e lhe disse: - "Enfia a mão neste pacote e tira os bombons que te trago."

O menino meteu a mão no pacote, mas não pôde tirar nenhum bombom, porque tinha as mãos cheias de bolinhas e não queria largá-las.

Então o tio insinuou: - "Se queres os bombons tens que soltar primeiro as bolinhas."

O menino se negou a fazê-lo, pois considerava as bolinhas como seu tesouro mais importante.


Assim também nós, os maiores, queremos a vida eterna, porém conservamos as mãos cheias de todos os prazeres da vida. Queremos a salvação, porém retemos a conformidade dos costumes do mundo.


“Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.” (Mateus 6:21)