Ela deu tudo que tinha
                              A viúva pobre


Certo dia, no templo, Jesus observa diferentes pessoas depositando suas ofertas na caixa de ofertas. Pessoas ricas depositavam grande quantidade de dinheiro, mas uma viúva pobre silenciosamente depositou duas moedinhas de cobre. Jesus chama Seus discípulos e declara que a viúva pobre havia dado mais do que todos os outros.

Não são as grandes coisas que todos os olhos vêem e toda língua louva, que Deus considera mais preciosas. Os pequenos deveres cumpridos com contentamento, os mais humildes dons exercitados com alegria, as pequeninas dádivas que não fazem vista, e podem parecer destituídas de valor aos olhos humanos, ocupam muitas vezes diante de Deus o mais alto lugar. Um coração de fé e amor é mais precioso para Deus que os mais custosos dons.

A viúva pobre deu sua subsistência, privou-se de alimento para oferecer aquelas duas moedinhas à causa que amava. E fê-lo com fé, sabendo que seu Pai Celestial não passaria por alto sua grande necessidade. Foi esse espírito abnegado e essa infantil fé que atraiu o louvor do Senhor.”

Jesus reconheceu a dádiva da viúva, de duas moedinhas do menor valor, como um surpreendente ato de adoração. Ela deu tudo que tinha em sua adoração a Deus.

Nós, também, adoramos a Deus pelo que fazemos. Temos demonstrado o mesmo espírito de abnegação demonstrado por esta viúva? Deus tem sido o primeiro e mais importante em nossa vida?