A Mulher Virtuosa de Provérbios

“ Mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.” Proverbios 31: 30

Muitas Mulheres notáveis aparecem em toda a Bíblia, mas a esposa virtuosa aqui retratada merece elogio especial. (Proverbios 31: 29)

Essa mulher era esposa e mãe. Durante séculos, as mulheres têm se maravilhado e vêm sendo desafiadas pela vida dela. A passagem descreve o tipo de esposa que toda mulher deve ser e que tipo de mulher o homem deve escolher para se casar.

Um poema acróstico, com cada um dos 22 versículos iniciado por uma letra do alfabeto judaico, incentiva a memorização dessa grande peça literária.

Não sabemos quem era aquela mulher, mas como ela era. Essa mulher virtuosa continua mais viva do que nunca.

Essa mulher fora do comum era um paradigma de virtudes: digna de confiança, diligente, organizada e amorosa. Mas é surpreendente como consegue organizar as prioridades de sua vida. O marido confiava plenamente nela; os filhos adultos a elogiavam voluntariamente, e seu lar era um modelo de eficiência. Ela ainda encontrava tempo para atuar na comunidade, para ajudar o pobre e até para aumentar a renda da família por meio de investimentos sábios e gerenciamento produtivo de tudo o que era colocado sob seus cuidados. Mais ainda, era tão linda exteriormente como era sábia em seu interior.

A descrição da esposa virtuosa termina com o segredo de seu sucesso (v.30). Ilustrando o tema da sabedoria encontrado em todo o Livro de Provérbios, essa mulher, em primeiro lugar, temia e reverenciava a Deus. Assim, os relacionamentos e responsabilidades eram equilibrados com sabedoria. Ela exemplifica a verdade emitida por Jesus Cristo: "buscai, pois, em primeiro lugar, o Seu reino e a sua justiça, e todas as coisas vos serão acrescentadas."(Mt. 6:33). Um olhar atento para a descrição dessa mulher pode ser de valor inestimável para ajudar todas as mulheres a estabelecerem suas próprias prioridades ao administrar o tempo, os recursos e os dons que Deus lhe deu.


Texto de Estudo: Provérbios 31: 10 à 31.

"Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis.
O coração do seu marido está nela confiado; assim ele não necessitará de despojo.
Ela só lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida.
Busca lã e linho, e trabalha de boa vontade com suas mãos.
Como o navio mercante, ela traz de longe o seu pão.
Levanta-se, mesmo à noite, para dar de comer aos da casa, e distribuir a tarefa das servas.
Examina uma propriedade e adquire-a; planta uma vinha com o fruto de suas mãos.
Cinge os seus lombos de força, e fortalece os seus braços.
Vê que é boa a sua mercadoria; e a sua lámpada não se apaga de noite.
Estende as suas mãos ao fuso, e suas mãos pegam na roca.
Abre a sua mão ao pobre, e estende as suas mãos ao necessitado.
Não teme a neve na sua casa, porque toda a sua família está vestida de escarlata.
Faz para si cobertas de tapeçaria; seu vestido é de seda e de púrpura.
Seu marido é conhecido nas portas, e assenta-se entre os anciãos da terra.
Faz panos de linho fino e vende-os, e entrega cintos aos mercadores.
A força e a honra são seu vestido, e se alegrará com o dia futuro.
Abre a sua boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua.
Está atenta ao andamento da casa, e não come o pão da preguiça.
Levantam-se seus filhos e chamam-na bem-aventurada; seu marido também, e ele a louva.
Muitas filhas têm procedido virtuosamente, mas tu és, de todas, a mais excelente!
Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao SENHOR, essa sim será louvada.
Dai-lhe do fruto das suas mãos, e deixe o seu próprio trabalho louvá-la nas portas."