Água da Fonte
                      A mulher Samaritana


Senhor, dá-me dessa água para que eu não mais tenha sede. João 4:15

Estávamos em viagem pelo interior da Palestina. A estrada acidentada e com muitas curvas nos levou até a “herdade que Jacó tinha dado ao seu filho José” (Jo 4:5), nas imediações de Sicar. Entramos naquela propriedade milenar para, em meio a algumas árvores e flores, encontrar o que há de mais precioso em toda aquela região: o bíblico e histórico “poço de Jacó”.

Fomos saudados por um amável sacerdote ortodoxo que nos recebeu e conduziu às bordas daquele poço. Como estava com bastante sede, com permissão do sacerdote, desci o balde por uma corda, trazendo-o de volta cheio do precioso líquido. Saciei a sede com aquela refrescante água do poço de Jacó.

Ali, há quase dois mil anos, teríamos encontrado o Senhor Jesus conversando amigavelmente com a mulher samaritana, rompendo com esse gesto a barreira que separava samaritanos e judeus, por preconceitos religiosos. Assentado às bordas daquele poço, o Mestre ofereceu água da vida à samaritana, ao vizinho povo de Sicar e a toda a humanidade, em todos os tempos. Disse Jesus: “Aquele, porém, que beber da água que Eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que Eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna” (Jo 4:14). E, mesmo não entendendo muito bem o verdadeiro sentido daquelas palavras e oferecimento, o desejo íntimo daquela mulher foi revelado através do seu pedido: “Senhor, dá-me dessa água.”

Jesus estava Se referindo a todos quantos desejam a purificação de sua vida de pecado – a eles, a mim e a você. Essa graça abundante, qual pura e refrescante água, está à disposição de cada ser humano. O Espírito Santo motiva o homem a desejar o bem e impele a humanidade a buscar a água da Fonte, na pessoa de Jesus. Ela representa muito bem a graça de Cristo, que destrói as barreiras para alcançar os que têm sede. Essa água espiritual é livre como a água da fonte, é real como a água que se vê, que se bebe e que satisfaz.

Água da Fonte é alguma coisa que Deus põe à nossa disposição; é um dom que leva alegria, amor, paz, felicidade, bênção, esperança e salvação a todas as pessoas que se dispuserem a aceitá-la. A água da Fonte é uma bênção que se reparte com outros; e os que a recebem voltam-se para Deus agradecidos, porque foram saciados. E sabem por quê?... Cristo é a Fonte que permanece! Dele jorram águas inesgotáveis. É água da Fonte!

REFLEXÃO: “Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida” (Ap 22:17).