Louvando a Deus em Meio à Prova

Bendirei o Senhor em todo o tempo, o Seu louvor estará sempre nos meus lábios. Salmo 34:1

Davi fugia do rei Saul, que queria matá-lo, e buscou refúgio com o rei filisteu, Aquis. Esse rei logo o mandou embora também, quando descobriu que Davi tinha matado Golias, o gigante filisteu. De lá, Davi escondeu-se numa caverna perto de Adulão. Durante sua estada naquela triste caverna, Davi escreveu um cântico para Deus, louvando-O em meio às provações.

Eu me encontrava nas profundezas de um problema financeiro quando li e estudei o Salmo 34. Por dois anos, o diabo atacou minhas finanças. Meus projetos comerciais revelavam perdas. As reservas se esgotaram. As crianças precisavam ir para a escola, mas não havia dinheiro. Dívidas precisavam ser pagas, mas não havia dinheiro. Todo projeto comercial no qual eu colocava a mão, fracassava. Parecia que uma maldição fora lançada sobre mim, sobre meu negócio e sobre meu lar. Minha fé em Deus estava fraca; uma atitude irritadiça me dominou e a dúvida cresceu.

Enquanto estudava o Salmo 34, entendi que Davi havia tomado a decisão de louvar a Deus o tempo todo e em todas as circunstâncias – quando as coisas iam bem, e quando não iam bem. Davi louvou a Deus quando estava na caverna do isolamento e da consternação, não quando se encontrava no palácio.

Assim, tomei também a decisão de louvar a Deus em meio ao meu problema financeiro. Foi muito difícil louvar a Deus com o estômago vazio e com uma conta bancária vazia, mas algo começou a acontecer enquanto eu prosseguia louvando ao Senhor em meio à prova. O peso começou a erguer-se lentamente do meu coração aflito, como se Alguém me ajudasse a carregar o fardo financeiro. A nuvem negra sobre meu coração começou a dissipar-se. Continuei a louvar ao Senhor, e minha fé nEle se reavivou, à medida que meu foco se transferia do problema para Deus. Entendi que Deus era meu provedor – Ele é o proprietário de tudo no Céu e na Terra – e meu problema era pequeno, comparado ao meu Deus.

Depois de um mês louvando a Deus continuamente por meus problemas fiscais, as portas financeiras começaram a abrir-se, uma a uma. O negócio começou a tomar impulso, lenta mas firmemente. Novos projetos lucrativos surgiram, e minha situação começou a melhorar. Hoje ando novamente com as próprias pernas, e louvo ao Senhor ainda mais!

(Conisia Anthony)