Transmitindo a Fé
                        Lóide e Eunice


Paulo encontrou, pela primeira vez, seu protegido Timóteo na região das cidades de Derbe e Listra, que hoje fazem parte da Turquia (Atos 16: 1 à 3). Timóteo já era seguidor de Cristo. Seu pai era grego e a Bíblia não diz nada sobre a religião dele. No entanto, sabemos muito sobre a fé de Eunice, mãe de Timóteo e de Lóide, sua avó. Eram judias cristãs e as primeiras a ensinarem a Timóteo sobre Cristo.

Como aconteceu o casamento misto de Eunice e de seu marido gentio? Como foram parar na Ásia Menor? Talvez Eunice tenha crescido em Listra e fosse filha de judeus exilados. Ou então o pai de Timóteo tenha vivido por um tempo na Palestina, onde conhecera Eunice. Talvez a situação da família não tenha ficado muito boa e o pai de Timóteo retornara ao território dos gentios; e quando partiram, a mãe de Eunice - viúva - tenha ido junto.

Seja como for, Paulo deixou claro que a mãe e a avó de Timóteo eram crentes; foram elas que ensinaram a fé cristã a Timóteo. Parece que seu pai, grego, não era envolvido em nenhuma instrução religiosa.

O que acontece quando você é a única crente no seu casamento? Aparentemente, essa era a situação de Eunice. Teve de ser forte o suficiente para firmar-se em suas crenças e ensiná-las a seu filho, sem desvios. Podemos presumir que ela tivesse feito algum tipo de compromisso, já que Timóteo não fora circuncidado como todos os bebês judeus (Atos 16: 3).

Paulo, por ser amigo da família, era bem consciente da influência que a mãe e a avó exerciam na vida de Timóteo. O apóstolo desejava que ele fosse grato a elas por isso. Mais no final da carta, e1e lembrou o seguinte a seu jovem amigo: "Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação,pela fé que há em Cristo Jesus" (II Timóteo 3: 14 e 15).

Numa época em que os homens eram os letrados, Eunice e Lóide estudaram sozinhas a Palavra de Deus (que naquele tempo era apenas o Velho Testamento). Elas realmente conheciam as Escrituras, pois, caso contrário, jamais poderiam ter ensinado Timóteo desde a infância.

Essa mãe e essa avó possuíam o tipo de fé que sempre desejamos. Paulo a chamava de "fé não fingida" (II Timóteo 1: 5). Não se apoiavam em bons sentimentos superficiais nem em rituais vazios. Essa fé estava encravada na alma delas. Ela contrariava a indiferença da família ou até mesmo sua oposição e fluía delas multiplicando-se.

Anteriormente, Paulo aconselhara Timóteo a não deixar que ninguém o desprezasse por ser ainda tão novo (I Timóteo 4: 12). Ao elogiar Lóide e Eunice (II Timóteo 1: 5), Paulo falou, nas entrelinhas, que não devemos desprezar ninguém, por causa da idade mais avançada.Essas duas mulheres foram de um tremendo valor na vida de Timóteo e continuam, ainda hoje, a ser um exemplo extraordinário de fidelidade cristã.




Para saber mais a respeito de Lóide e Eunice, leia II Timóteo 1: 1 à 7.