O indômito Homem da Neve

De acordo com o boletim da Sociedade Bíblica Americana, Kim Bin Lim e sua família - que viviam na Coréia do Sul, a cerca de oitenta quilômetros de Seul - eram cristãos que não possuíam uma Bíblia para ajudá-los na conservação de sua fé. A igreja mais próxima ficava numa vila, do outro lado da montanha.

Certo dia correu a notícia de que um representante da Sociedade Bíblica planejava visitar a igreja da vila, na encosta da montanha. Pelo fato de os agricultores da região disporem de pouquíssimo dinheiro, a Sociedade Bíblica lhes permitiria pagar as Bíblias com produtos agrícolas uma Bíblia em troca de certa quantidade de cereal, um novo testamento, por um frango, uma porção dos Evangelhos em troca de dois ovos, e assim por diante.

No dia indicado, a pequena igreja da vila achava-se repleta. Frangos, feijões, cereais e pessoas diputavam o pequeno espaço interno. Lá fora, uma tempestade de neve assolava as montanhas.

Em breve a Palavra de Deus estava sendo trocada por produtos agrícolas, aves e ovos, e muitos proprietários de Bíblias, felizes murmuravam calmamente enquanto liam o sagrado texto.

A porta abriu-se repentinamente. Uma feroz lufada de vento penetrou no pequeno templo, e após ela apareceu um diminuto homem da neve, caminhando dificultosamente. Houve silêncio por um momento. Seguiram-se vozes ruidosas. Alguém fechou rapidamente a porta, enquanto outros sacudiam a neve das roupas da estranha figura que acabara de entrar.

Sob as roupas encontraram um garoto de doze anos. Sobre os ombros, trazia ele dois pesados volumes com feijão. Sua face, ainda que extremamente fria, resplandecia de excitação.

O garoto dirigiu-se à frente, em passos firmes. O representante da Sociedade Bíblica perguntou-lhe o nome.

- Sou Kim Bin Lim – respondeu o garoto. – moro do outro lado da montanha, a dezoito quilômetros daqui. Vim para comprar uma Bíblia, pois ouvi dizer que vocês estão vendendo Bíblias em troca de cereais ou feijões. Posso obter uma?

Demorou alguns instantes para que sua história pudesse ser entendida. Dezoito quilômetros sobre uma estreita passagem nas montanhas, palmilhando um caminho coberto de neve, em meio a uma furiosa tempestade, e ele tinha apenas doze anos.

- Você é muito bem-vindo, Kim Bin Lim – respondeu o distribuidor de Bíblia. – Mas por que o seu pai não veio?

- Ele não pôde deixar a granja. Temos uns poucos animais, que necessitam ser cuidados por ele em meio a um tempo como este. E mamãe não se encontra com boa saúde.

- Mas como você conseguiu encontrar o caminho?

- Perdi várias vezes a trilha e quase caí num precipício, pois o caminho era escorregadio e estreito. Tive temor de não chegar aqui a tempo, e assim vim correndo durante todo o trajeto. Posso obter uma Bíblia?

Claro que poderia. Deram-lhe uma Bíblia e o retiveram na igrejinha até que o temporal amainou. Então, ele saiu dali muito feliz, carregando o livro para cuja obtenção ele enfrentara tantos riscos.