Justificada!



Submergida em um mar profundo de culpa e dor, Elisa se recrimina por seus erros do passado. Não é religiosa. Tampouco conhece a Bíblia ou acaricia preocupações espirituais. Mas a culpa asfixia e paralisia. Pelo contrário, algo dentro dela, parece condená-la ao sofrimento. De certa forma, se sente merecedora de enfrentar as adversidades.

A psicóloga tentou ajudar a justificar os seus erros. Mas por mais que raciocina em torno dos de seus erros, algo mais forte que o poder da sua mente lhe diz que és culpada. Elisa ignora que os seres humanos nascem com um complexo de culpa. A culpa existencial, dizem os psicólogos.

Não importa o nome que é dado. A natureza humana nasce separada de Deus, e longe do criador, não há nenhuma maneira de ser feliz. Algo inconsciente parece crucificá-la em um madeiro de seus erros.

Uma jovem doce, de olhos cor de mel, com um sorriso melancólico, que leva anos para descobrir a origem do sofrimento. Em uma noite, cansada de envenenar-se com remédios para dormir, pega uma Bíblia que alguém lhe deu e que ela guardou por consideração.

A primeira pergunta que surge à sua mente é: Como pode um livro tão antigo satisfazer as minhas necessidades?

Ela tem buscado respostas durante muito tempo para o emaranhado de suas idéias existencialistas e não encontrou. Esta noite, levada pelo instinto de conservação, se responde a si mesma em frente a Bíblia: "Nao há nada a perder tentando."

Esta é a aurora de um novo amanhecer. Lendo o Livro Sagrado descobre que todos os seres humanos nascem condenados à morte. "Não há justo, nem um sequer" (Romanos 3:10).

"Todos pecamos e estamos destituidos da glória de Deus" (Romanos 3:23).

Agora entende a origem de seu estado depressivo. Ao continuar lendo descobre o seguinte : "Muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos salvos da sua ira" (Romanos 5:9).

Ao ler este versículo é como se o sol de repente iluminasse a sua escuridão. Ela crer. Ela é uma pecadora, mas Jesus derramou seu sangue para salvá-la. Agora está justificada! Sua vida de erros já tinha sido lavada pelo sangue maravilhoso de Jesus! A "ira" de Deus, não será mais um fantasma em sua vida. Nao há mais dias de angustia. Não há mais noites sem dormir.

Esta pode ser também a sua realidade hoje. Pare de correr e correr buscando sentido a sua existencia. Pare de buscar soluções em raciocinio humano. A vida é simples como o sorriso de uma criança, como o nascimento de uma flor na primavera, como o fogo que aquece as noites frias de inverno. Por que complicar as coisas? Vai a Jesus como você é, caí a seus pés e reconhece que lhe pertence. Deixe o sol da salvação brilhar a cada dia em sua vida. E seja feliz!


(A Sentinela)