O domador de leões

O meu Deus enviou o Seu anjo e fechou a boca aos leões, para que não me fizessem dano, porque foi achada em mim inocência diante dEle; também contra ti, ó rei, não cometi delito algum. Dan. 6:22.

Em um dia frio de inverno, já no fim da Segunda Guerra Mundial, uma mulher deixou para trás o que parecia ser pior do que uma cova de leões: o campo de concentração Ravensbrück, onde incontáveis seres humanos morreram por inanição e pelo trabalho forçado. Ao se fecharem os portões de ferro atrás dela, Corrie Ten Boom mal podia crer que estava viva – e livre.

Corrie tinha sido presa pelos nazistas, por ocultar judeus em sua casa, na Holanda. Ela e sua família criam em um Deus que oferece refúgio para todos, e se dedicaram a esse perigoso trabalho. Essa mulher, já em seus 50 anos, não esperava sobreviver aos horrores do campo de concentração. Mas Deus a susteve. Ela viu mulheres, inclusive sua irmã, Betsie, sendo vítimas da brutalidade em Ravensbrück. Algumas morreram com o nome de Jesus nos lábios, em virtude do testemunho dessas duas irmãs. "Por aquelas mulheres," escreveu Corrie, "valeu a pena todo o nosso sofrimento."

Finalmente, Corrie foi posta em liberdade. Uma semana depois, todas as mulheres de sua idade foram mortas na câmara de gás. Mas ao sair daquela "cova dos leões", Corrie aprendera uma verdade incomensurável. E testemunhou: "Não há sequer um lugar na Terra que seja tão escuro e tão profundo, que o amor de Deus não se revele ainda mais profundo."

O amor de Deus penetra em campos de prisioneiros e em covas de leões. Onde estiver o povo de Deus, ali Ele estará. As palavras de um antigo hino refletem isso muito bem: "Quando preciso dEle, Jesus está perto; quando fracasso, quando tenho medo, está pronto a ajudar-me; pronto a animar-me, quando mais preciso dEle."

Os leões da dúvida e do desânimo podem ameaçar sua jornada. Você pode até pensar que será consumido pelos leões da raiva e do ressentimento. Os leões da lascívia e da sensualidade quase podem destrui-lo. O diabo "ruge [como leão] procurando alguém para devorar" (I Ped. 5:8), mas Deus ainda é o domador de leões. Ele fez isso por Daniel, e o fará por você também.