Orgulho, um câncer espiritual

Aconteceu em um subúrbio de Boston, em agosto de 1973. Você talvez se lembre da história do conselheiro presidencial, Chuck Colson, e seu inesperado encontro com Deus. Ele fora visitar um amigo chamado Tom Phillips. Ele não sabia que esse executivo acabara de converter-se. Sentado na elegante sala de estar de Phillips, Colson começou a queixar-se do quão injustamente vinha sendo tratado pela imprensa. O caso Watergate estava começando a vir à tona.

Depois que Colson terminou suas explicações, Phillips gentilmente perguntou se ele poderia ler umas palavras de um livro de C. S. Lewis chamado Mere Christianity (Mero Cristianismo). Colson encostou-se na poltrona, ainda na defensiva.

Phillips leu algo que penetrou fundo no coração de Colson. "O orgulho tem sido a causa principal da miséria de cada nação e de cada família desde que o mundo começou. …O orgulho sempre significa inimizade. …O orgulho é o câncer espiritual; ele acaba com a própria possibilidade do amor…" Enquanto Phillip lia, Colson contemplava cenas de toda sua vida que apareciam diante dele. Ele viu como se tornara arrogante. Como, passo a passo, ele isolara-se do amor.

Mais tarde, naquela mesma noite, tudo aquilo veio à sua cabeça. Ele começou a chorar incontrolavelmente. Finalmente, baixou a guarda, e viu o terrível vazio que havia por detrás de sua máscara de autoconfiança. Colson fez a primeira oração real de sua vida. Entregou-se ao Deus de amor. Mais tarde, esse homem que ficara tão preso por seu orgulho encontrou grande alegria ao ministrar aos seus colegas de cárcere.

O orgulho é uma das piores prisões. Salomão diz assim: "A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda." Prov. 16:18. "A soberba do homem o abaterá, mas o humilde de espírito obterá honra." Prov. 29:23.

O orgulho é um sentimento de satisfação complacente e de superioridade. Ele exagera seus próprios feitos, enquanto diminui os feitos dos outros. Deus nos convida a achegar-nos humildemente a Ele, reconhecendo todas as nossas habilidades, todas as nossas oportunidades, todos os nossos talentos que dEle advêm. Com Charles Colson, descobrimos que o verdadeiro sentido da vida está na humilde submissão ao Deus que nos fez.


Da soberba só resulta a contenda. Prov. 13:10.