Efésios - O evangelho dos relacionamentos

“Devemos, agora nos separar para a ordenança do lava-pés”. O pregador terminou seu anúncio e os adoradores escolhiam seus companheiros enquanto se dirigiam para o lava-pés. Um homem nos fundos do auditório esperava em silêncio. Era novo na igreja. Não conhecia ninguém, e ninguém o conhecia. Sua condição embaraçosa para ele mesmo e para os membros daquela igreja de uma pequena cidade em um país em que a comunidade ainda é dividida em castas.

Qual dos membros se ofereceria para ser companheiro daquele homem solitário? Quem se humilharia a tanto? Então, de repente, alguém se aproximou para ser companheiro do visitante: Ravi Anandan caminhou com ele para a bacia. Ravi ajoelhou-se no chão de concreto frio, tomou gentilmente os pés descalços e empoeirados do seu companheiro e os lavou na água fresca e limpa, que imediatamente se tornou barrenta.

O mais surpreendente é que apenas um mês antes, Ravi jamais teria feito algo assim. Ele nem teria permitido que a sombra daquele homem se aproximasse dele. Toca-lo seria tocar o intocável, e tocar o intocável seria um ato de impureza religiosa e repugnância social.

O que fez Ravi derrubar a barreira e estender o abraço?

Um mês antes, Ravi tinha recebido Jesus como Senhor e Salvador. Ao estudar o Novo Testamento, foi profundamente impressionado pela imagem da parede derrubada em Efésios. Se era para ser cristão, ele devia permitir que as paredes que criavam barreiras intransponíveis entre as pessoas fossem derribadas em sua vida. Paredes ou Jesus? Tinha que ser uma ou o outro, não havia lugar para os dois, pois Jesus veio destruir aquelas paredes de separação.

É essa unidade em Cristo que faz da Epístola aos Efésios um evangelho das novas relações. Era a epístola preferida de João Calvino. William Barclay a chama de “a rainha das epístolas”. Charles Dodd vê nela “a coroa do paulinismo”. E.J. Goodspeed a considera “um grande poema da salvação cristã”.

(John M. Fowler)



Este estudo foi dividido em 14 lições, uma lição por semana, o que nos dará um total de aproximadamente 3 meses.

Por que nós recomendamos que seja feita uma lição por semana?

Para que os textos bíblicos possam ser lidos com calma, meditando nas palavras, relendo mais de uma vez, se necessário, para o perfeito entendimento e pedindo a iluminação do espírito santo de Deus.

As porções do estudo, são de tamanho razoável, para que mesmo possa ser realizado mesmo em meio a uma semana de trabalho.

Caso você disponha de mais tempo para o estudo ou já tenha domínio sobre o assunto, esse estudo pode ser feito de forma mais rápida.

Em caso de dúvida, estamos a disposição para ajudá-lo(a).

Nosso email para contato é [email protected]