Apêndice 4

Ellen G. White


Ellen Gold Harmon nasceu em 26/11/1827, nos Estados Unidos. Aos nove anos, foi atingida por uma pedra jogada por uma colega de escola, acidente este que quase lhe custou a vida. Durante três semanas, permaneceu inconsciente e, finalmente, teve que abandonar os estudos. Aos 12 anos de idade, foi batizada, juntamente com vários familiares, em uma igreja metodista.

Depois de assistir a várias reuniões adventistas em Portland, em 1842, aceitou plenamente os ensinamentos apresentados e, por isso, foi desligada da igreja metodista. Em dezembro de 1844, teve sua primeira visão, na qual contemplou a jornada do povo do Advento rumo à cidade de Deus.

Casou-se com o jovem pregador Tiago White, tornando-se assim Ellen G. White. Dessa união, nasceram quatro filhos. Tiago White faleceu em 1881. O casal White aceitou a verdade do sábado, depois de estudarem um livro intitulado O Sábado do Sétimo Dia: Um Sinal Perpétuo. Logo a seguir, em abril de 1847, ela teve uma visão na qual aparecia a lei de Deus com uma luz incidindo sobre o quarto mandamento.

Ellen G. White foi submetida a vários testes bíblicos sobre a autenticidade de um profeta, e foi aprovada em todos eles. Viveu e ensinou de acordo com a Palavra de Deus. Seus escritos estimulam a obediência aos mandamentos e nos orientam a compreender melhor a Bíblia. Ela sempre confessou que Jesus Cristo veio em carne. Também foi aprovada em testes físicos. Durante as visões, perdia a força natural e recebia força sobrenatural; mantinha os olhos abertos e não respirava. Em certa ocasião, ela segurou uma Bíblia de oito quilos, por meia hora, com o braço estendido à altura do ombro.

Ellen White viveu 88 anos, recebeu mais de duas mil visões e sonhos e escreveu mais de cem mil páginas. Ocupa o quarto lugar entre os autores mais traduzidos do mundo, tendo seus escritos divulgados em mais de 150 idiomas. Suas obras mais conhecidas são: Vida de Jesus, Caminho a Cristo, O Desejado de Todas as Nações, e O Grande Conflito. Embora não tivesse alto nível de escolaridade, era estudiosa e escreveu com autoridade sobre diversos temas: religião, ciências, história, oratória, música, educação, psicologia, administração, namoro, casamento, saúde, nutrição, profecias, entre outros.

Seu único propósito foi levar o leitor a sentir profundo amor por Cristo, compreender Sua Palavra e ajudá-lo a viver em santificação. Ela escreveu: “Tomo a Bíblia tal como ela é, como a Palavra Inspirada... Irmãos, nenhuma mente ou mão se empenhe em criticar a Bíblia... apegai-vos à Bíblia, tal como ela reza” (Mensagens Escolhidas, v. 1, p. 17).

O Senhor deu uma luz menor (seus escritos) para guiar homens e mulheres à luz maior (a Bíblia). “Crede no Senhor, vosso Deus, e estareis seguros; crede nos Seus profetas e prosperareis” (2Cr 20:20)