Quem são os 24 anciãos?

Apocalipse 4:4. - Ao redor do trono, há também vinte e quatro tronos, e assentados neles, vinte e quatro anciãos vestidos de branco, em cujas cabeças estão coroas de ouro.

Apocalipse 5 : 8-10 “e, quando tomou o livro, os quatro seres viventes e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma harpa e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos, e entoavam novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação e para o nosso Deus os constituíste reino e sacerdotes; e reinarão sobre a terra.”


I – Semelhança com os Turnos dos sacerdotes estabelecidos por Davi

- Comentário de C. Mervyn Maxwell (Livro “Uma Nova Era Segundo as Profecias do Apocalipse” – folha 154):

Sobre o mar de vidro (Apocalipse 4:6) e muito próximos ao trono, João viu "vinte e quatro anciãos" sentados em "vinte e quatro tronos”. O número vinte e quatro relembra os vinte e quatro turnos nos quais os sacerdotes foram organizados pelo rei Davi nos tempos do Antigo Testamento. Veja I Crônicas 24, especialmente o verso 18. A semelhança dos sacerdotes, os anciãos celestiais foram apresentados a João portando incensários e oferecendo incenso quando as pessoas oram. Veja Apocalipse 5:8.

- Comentário de Henry Feyerabend (Livro “Apocalipse Verso por Verso” – folhas 40 e 41):

O rei Davi dividiu o sacerdócio típico em vinte e quatro turnos, e essa ordem ainda era usada no tempo de Cristo. O santuário terrestre, o seu sacerdócio e serviços eram típicos do celestial, "uma parábola", "uma figura das coisas que se acham no Céu” (Hebreus 9:9, 23 e 24).

II - Duas maneiras pelas quais o ser humano pode chegar ao Céu

1. Transladação. Somente dois homens, de acordo com o relato bíblico, foram para o Céu por meio da transladação: Enoque e Elias (Genesis 5:24, Hebreus 11:5, II Reis 2:11).

2. Ressurreição. Moisés foi ressuscitado e levado para o Céu logo após o seu sepultamento, e os discípulos o viram falando com Jesus no monte da transfiguração (Deuteronômio 34:5-7, Judas 9, Marcos 9:2-4, Lucas 9:30-32, Romanos 5:14).
Muitas pessoas fiéis ressuscitaram com Cristo e com Ele subiram como as primícias da Sua vitória no Calvário (Mateus 27:50-53, Efésios 4:8).

III - Coroas de ouro

Em Apocalipse 4:4 temos que os anciões estavam: assentados em tronos, vestidos de branco e tinham em suas cabeças coroas de ouro. Essa coroa tem a ver com os louros da vitória?

Na Bíblia temos referência a quatro tipos de coroas:

1 - Reis terrenos - Davi, Salomão, etc.
2 – Atletas - citados por Paulo por exemplo.
3 - A de Deus.
4 - Dos Salvos. (A coroa dos salvos será de ouro e representa vitória e o partilhar do trono com Cristo). "E reinarão com Cristo..." (Apocalipse 20:6)

Em nenhuma das referências as coroas são usadas por anjos, em três dessas referências as coroas são usadas por seres humanos (vencedores) e em uma delas é usada por Deus.

Em apocalipse 4:4 a palavra para coroa é Sthéfanus = coroa ou recompensa, e dá a idéia de seres humanos redimidos (a idéia de coroa, exceto as de rei, era de atletas vitoriosos, e eram coroas de louros). As coroas de ouro eram os louros do vencedor, eles haviam sido redimidos pelo sangue de Cristo.

IV - Milênio

Os salvos farão parte do juízo de comprovação durante o milênio no Céu.

Os versos seguintes falam dos santos, quando cristo os levar para os céus, eles irão sentar em tronos, irão julgar o mundo e os próprios anjos, serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com Ele.

I Cor 6:2 e 3 – “Ou não sabeis que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deverá ser julgado por vós, sois, acaso, indignos de julgar as coisas mínimas? Não sabeis que havemos de julgar os próprios anjos? Quanto mais as coisas desta vida!”

Apoc 20:4 e 6 – “Vi também tronos, e nestes sentaram-se aqueles aos quais foi dada autoridade de julgar. Vi ainda as almas dos decapitados por causa do testemunho de Jesus, bem como por causa da palavra de Deus, tantos quantos não adoraram a besta, nem tampouco a sua imagem, e não receberam a marca na fronte e na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos.

Os restantes dos mortos não reviveram até que se completassem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição. Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre esses a segunda morte não tem autoridade; pelo contrário, serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele os mil anos.”

Apocalipse 3.21 - “Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu venci e me sentei com meu Pai no seu trono.”

I Pedro 2:9 – “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;”

Apocalipse 1:6 – “e nos constituiu reino, sacerdotes para o seu Deus e Pai, a ele a glória e o domínio pelos séculos dos séculos. Amém!”


Os anjos que serão julgados serão os anjos caídos inclusive Satanás. Os anjos do céu não são passíveis de julgamento pois permaneceram leais a Deus.

Ao chegarmos no céu teremos três surpresas:

1 - Estar lá.
2 - Não encontrar pessoas que achávamos que estariam lá mas não estão.
3 - Encontrar pessoas que nunca imaginávamos que estariam lá.

Teremos o privilégio de conferir nos livros do Céu, todos os registros dos anjos relatores e comprovaremos a justiça do julgamento de Deus.

V – Questões

Alguns pesquisadores bíblicos acreditam que eles não são homens, pois quando cantaram (Apocalipse 5:9), eles disseram que Cristo redimiu "homens" (e não “nós”) e que Jesus "os" (e não "nos") fez sacerdotes para Deus.

Apocalipse 5: 8-10 fala que o cântico foi entoado pelos 4 seres viventes e pelos 24 anciões. Sabemos que os 4 seres não são homens e sim querubins. Para que os querubins pudessem entoar este cântico em conjunto com os 24 anciões o cântico precisava falar que cristo redimiu homens e não “nos redimiu” (pois os querubins são anjos e não homens).

VI - Conclusão

Os 24 anciãos não podiam ser anjos caídos, porque eles estavam “vestidos de vestes brancas” e “tinham sobre a cabeça coroas de ouro". Eles tinham passado por um conflito e obtido a vitória. As coroas de ouro eram os louros do vencedor. Eles haviam sido redimidos pelo sangue de Cristo (Apocalipse 5:8-10).

Em Apocalipse 5:11 diz: "E olhei e ouvi a voz de muitos anjos ao redor do trono, e dos animais, e dos anciãos;..." Os anjos estão ao redor dos anciãos, portanto os anciãos não são anjos.

Visualizando os versos descritos no item IV, vemos que os 24 anciãos e os santos salvos tem descrições similares e parecem desempenhar as mesmas funções. Isto colabora com a interpretação de que os 24 anciãos são homens que chegaram aos céus das duas maneiras descritas no item II.

Acreditamos que os 24 anciãos são seres humanos ressuscitados ou trasladados que partilham o julgamento de Deus, pois o nosso Deus é justo e transparente. E em sua infinita sabedoria Ele chama homens para fazerem parte desta delicada obra não deixando nenhuma dúvida de sua justiça e misericórdia.


Wagner Seijo