Apocalipse 16 - Explicação Verso por Verso

Deus é amor. A Bíblia está cheia de evidências desse amor. Ele é "misericordioso, compassivo, longânimo e assaz benigno" (Salmo 103:8 e 9). Embora o povo O amaldiçoe diante de Sua face, Ele continua a abençoá-lo, derramando Suas bênçãos, como o Sol e a chuva, tanto sobre justos como injustos (Mateus 5:45).

Em breve a taça da ira de Deus ficará cheia. Ele, então, fará o que a Bíblia chama de Sua obra estranha (Isaias 28:21). É uma obra estranha porque Deus é amor (I João 4:8) e não tem prazer no castigo do ímpio (Ezequiel 18:32). Naquele dia, Deus protegera o Seu povo. Ele diz:

Vós pois, povo Meu, entra nos teus quartos e fecha as tuas portas sobre ti; esconde-te só por um momento, até que passe a ira. Pois eis que o Senhor sai do Seu lugar, para castigar a iniqüidade dos moradores da Terra; a terra descobrirá o sangue que embebeu e já não encobrirá aqueles que foram mortos (Isaías 26:20 e 21).

Sete terríveis pragas cairão sobre a Terra.

1 Ouvi, vinda do santuário, uma grande voz, dizendo aos sete anjos: Ide e derramai pela terra as sete taças da cólera de Deus.

2 Saiu, pois, o primeiro anjo e derramou a sua taça pela terra, e, aos homens portadores da marca da besta e adoradores da sua imagem, sobrevieram úlceras malignas e perniciosas.


Úlceras malignas e perniciosas: Uma das piores doenças que eu já vi é o pênfigo, comumente chamado de fogo selvagem. O pênfigo ataca pessoas de todas as classes, especialmente na America do Sul. Por anos, não houve cura para essa doença. Felizmente, a cura foi encontrada, e a Igreja Adventista do Sétimo Dia agora tem um hospital no Mato Grosso do Sul onde essas pessoas são tratadas e curadas.

A primeira praga cai sobre os que têm o sinal da besta e adoram a sua imagem. O livro do Apocalipse apresenta duas classes de pessoas:

Os que guardam os mandamentos de Deus (Apocalipse 12:17; 14:12).
Os que tem o sinal da besta.


Promessas bíblicas: Para cada praga, existe uma promessa para o povo de Deus. Não há tentação sem um escape. Não há ameaça sem uma promessa. Aqui esta a promessa de Deus:

Pois Ele te livrará do laço do passarinheiro e da peste perniciosa (Salmo 91:3).

Quanto tempo durarão as pragas?

Por isso, em um só dia, sobrevirão os seus flagelos (Apocalipse 18:8)

De acordo com o principio do dia-ano, estas pragas durarão um dia profético, o que seria um ano.

3 Derramou o segundo a sua taça no mar, e este se tornou em sangue como de morto, e morreu todo ser vivente que havia no mar.

4 Derramou o terceiro a sua taça nos rios e nas fontes das águas, e se tornaram em sangue.

5 Então, ouvi o anjo das águas dizendo: Tu és justo, tu que és e que eras, o Santo, pois julgaste estas coisas;

6 porquanto derramaram sangue de santos e de profetas, também sangue lhes tens dado a beber; são dignos disso.

7 Ouvi do altar que se dizia: Certamente, ó Senhor Deus, Todo-Poderoso, verdadeiros e justos são os teus juízos.


Falta de água: Nada pode ser mais devastador para o corpo humano do que a sede. Você pode ficar algum tempo sem comida, mas não sem água. Pessoas que estão morrendo de sede podem perder a capacidade mental por causa da necessidade de beber água. Sob a segunda praga, aqueles que derramaram rios de sangue agora têm de enfrentar rios de sangue.

Promessas bíblicas: Mais uma vez, ao povo de Deus é dada segurança:

Este habitará nas alturas; as fortalezas das rochas serão seu refúgio, o seu pão lhe será dado, as suas águas serão certas (Isaías 33:16).

Os aflitos e necessitados buscam águas, e não as há, e a sua língua se seca de sede; mas eu, o Senhor, os ouvirei, Eu, o Deus de Israel não os desampararei (Isaías 41:17).


8 O quarto anjo derramou a sua taça sobre o sol, e foi-lhe dado queimar os homens com fogo.

9 Com efeito, os homens se queimaram com o intenso calor, e blasfemaram o nome de Deus, que tem autoridade sobre estes flagelos, e nem se arrependeram para lhe darem glória.


Insolação: Muitos de nós sabemos como é ficar queimado de Sol. A quarta praga tosta as pessoas com a luz do Sol, mas o castigo não parece resolver. Eles continuam blasfemando contra Deus. Algumas pessoas nunca aprendem a lição. Tenho visto pessoas sofrendo com os resultados do tabaco, e ainda continuam a fumar.

Os líderes religiosos que preferiram a tradição à luz clara da Bíblia descobriram que a chamada luz da tradição os cegou para a luz verdadeira e deixaram desérticos os seus corações.

Promessas Bíblicas: Mais uma vez, Deus promete proteger Seu povo.

Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, a sombra do Onipotente descansará (Salmo 91:1).

O Senhor é quem te guarda; O Senhor é a tua sombra a tua direita. De dia não te molestará o Sol, nem de noite, a lua (Salmo 121:5 e 6).


No momento em que os inimigos de Deus são tostados ao Sol, Ele promete sombra ao Seu povo.

10 Derramou o quinto a sua taça sobre o trono da besta, cujo reino se tornou em trevas, e os homens remordiam a língua por causa da dor que sentiam

11 e blasfemaram o Deus do céu por causa das angústias e das úlceras que sofriam; e não se arrependeram de suas obras.


Trevas: Trevas sempre foram arma do inimigo. Os piores crimes ocorreram nos lugares mais escuros. Deus é um Deus de luz. A primeira coisa que Ele fez na criação do mundo foi criar a luz. Ele disse: "Haja luz." Jesus disse: "Eu sou a luz do mundo."

O reino do erro esta mergulhado em densa escuridão. há uma semelhança entre estas pragas e as pragas que caíram no Egito. Foram juízos de Deus que caíram sobre um pequeno país, enquanto as sete últimas pragas afetam o mundo inteiro. Quando o Egito estava em trevas, havia luz nas habitações dos israelitas. Deus não deixará o Seu povo na escuridão.

12 Derramou o sexto a sua taça sobre o grande rio Eufrates, cujas águas secaram, para que se preparasse o caminho dos reis que vêm do lado do nascimento do sol.


O rio Eufrates era crucial para a antiga Babilônia. Ele favorecia os negócios e a comunicação, e fornecia a água tão vital para beber e irrigar as plantações. Na cheia, contribuía para a defesa da cidade. Era um apoio vital para Babilônia.

O rio tem mais de 3.500 quilômetros de extensão, e corre pela Turquia, Síria e Iraque. Alguns intérpretes bíblicos acreditam que esse rio secará literalmente, de modo que os exércitos do Leste possam atravessá-lo. Qualquer exército que venha do Leste encontrará obstáculos maiores do que o rio. Eles teriam que atravessar a cordilheira do Himalaia e os desertos e montanhas do Irã. Em nossos dias de modernos aparelhos de guerra, um rio não significa um grande obstáculo.

Por ocasião da queda da Babilônia literal, foi secando as águas do Eufrates que Ciro teve acesso a cidade. Quando a Babilônia espiritual cair, as águas (que são "povos, multidões, nações e línguas", segundo Apocalipse 17:15) vão secar. Multidões enormes apóiam Babilônia. A Babilônia moderna confia no seu "Eufrates" (o apoio da população mundial) de maneira tão ingênua quanto a antiga Babilônia confiou no seu Eufrates (o literal). Este apoio vai secar.

Apocalipse 17: 16 diz que os chifres (as nações de todo o mundo) se voltarão contra a meretriz. Milhões e milhões de pessoas ao redor do mundo vão, de repente, perceber a hipocrisia de seus lideres espirituais e terão repugnância do clero, em quem depositaram sua confiança. Elas ficarão desiludidas e retirarão o apoio que deram ao falso sistema religioso conhecido como Babilônia.

13 Então, vi sair da boca do dragão, da boca da besta e da boca do falso profeta três espíritos imundos semelhantes a rãs;

14 porque eles são espíritos de demônios, operadores de sinais, e se dirigem aos reis do mundo inteiro com o fim de ajuntá-los para a peleja do grande Dia do Deus Todo-Poderoso.


As contrafações de Satanás:

1. O livro de Apocalipse fala sobre os três anjos de Deus que proclamam uma mensagem ao mundo. Os três espíritos imundos de Satanás proclamam uma falsa mensagem ao mundo.

2. A Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo) e imitada pelo dragão, a besta e o falso profeta, formando uma falsa e demoníaca trindade.

3. Deus tem um trono, e o Apocalipse fala sobre o trono da besta.

4. No Calvário, Jesus recebeu uma ferida mortal e ressuscitou. A besta-leopardo recebe uma ferida mortal e é curada.

5. Deus promete selar-nos com o selo de Deus, Satanás oferece o sinal da besta.

Rãs: As rãs podem hibernar durante o inverno, mas, na primavera, literalmente voltam a viver. As rãs capturam suas presas com a língua, Certos poderes espirituais estão, por assim dizer, em fase de hibernação. Eles estão começando a se manifestar através de obras milagrosas. 0 falso dom de línguas está unindo católicos, espíritas e protestantes numa causa comum.

Jesus disse que, nos últimos dias, haveria falsos cristos e falsos profetas (Mateus 24:24). Somente os que estiverem bem alicerçados nas Escrituras poderão identificar o que é contrafação e o que é genuíno. O Próprio Satanás vai aparecer como um anjo de luz, fazendo com que muitas pessoas pensem que ele é o Cristo. Se estudamos a Palavra de Deus, não seremos enganados. Não temos que seguir emoções ou sentimentos, mas o "assim diz o Senhor".

Então, se alguém vos disser: Eis que o Cristo está aqui ou ali, não acrediteis, porque surgirão falsos cristos e falsos profetas e farão tão grandes sinais e prodígios, que, se possível fora, enganariam até os escolhidos. Eis que eu vo-lo tenho predito.
Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto, não saiais; ou: Eis que ele está no interior da casa, não acrediteis. Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do Homem (Mateus 24:23-27).


Os mesmos que rejeitaram a Bíblia porque não acreditam em milagres serão os primeiros a aceitar as maravilhas apresentadas pelos demônios.

15 (Eis que venho como vem o ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia e guarda as suas vestes, para que não ande nu, e não se veja a sua vergonha.)


Como um ladrão: Isso quer dizer que Ele vem sem que ninguém espere. Alguns teólogos dizem que isso significa que Ele vem de forma invisível. Muitas vezes, os ladrões fazem muito barulho ao martelar as paredes para achar passagem, ou dando tiros em edifícios ou explodindo caixas-fortes. Quando dominam uma agência bancaria, eles ficam bastante visíveis.

“Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá...” (Apocalipse 1:7)

16 Então, os ajuntaram no lugar que em hebraico se chama Armagedom.


Armagedom: Estive, recentemente, em umas das mais importantes encruzilhadas do mundo, no vale de Megido. Este vale também é conhecido como o Vale de Jesreel, a Planície de Esdrealom. A Bíblia fala sobre a cidade de Megido e sobre as águas de Megido, mas, para muitos de nós, tudo isso é conhecido como o Armagedom.

Essa vasta planície triangular é limitada a oeste pela cordilheira do Carmelo, onde Elias confrontou o exército de Baal. A nordeste do vale está o Monte Tabor, considerado por muitos como o Monte da Transfiguração. Ao sul está o Monte Gilboa. A vista do topo destas montanhas é de tirar o fôlego.

A área encerrada por essas cadeias de montanhas viu, provavelmente, mais combates do que qualquer outra superfície da terra. Nenhum outro solo ficou tão encharcado de sangue com esse. Ele foi considerado um lugar predestinado a guerra e ao derramamento de sangue.

Ao estar ali, de pé, bem na encruzilhada do mundo, um estrondo sônico pareceu partir o ar em dois, ao um caça israelense romper a barreira do som. Este é o ponto de encontro de três continentes. Uma estrada vai para o Egito e a África, ao sul; outra, leva para o Líbano e a Europa, ao norte. Uma terceira leva para a Ásia, ao leste. A oeste está o Mediterrâneo, a porta para o mundo ocidental.

É aqui que as rivalidades dos grandes poderes mundiais colidiram. Aqui foi o campo de batalha onde os maiores conflitos entre Israel e seus inimigos ocorreram.

O último embate: Este lugar simboliza luta e guerra, e é um símbolo muito apropriado para o que é descrito como o ultimo conflito na Terra. Este conflito significa mais do que poderia acontecer num pequeno pedaço de terra. As questões são muito mais amplas. Não é a geografia que Deus enfatiza aqui; é o assunto que está em Jogo.

Às vezes ficamos tão apegados a geografia que perdemos de vista o que realmente é importante. O Armagedom é um símbolo do último embate, quando o destino de cada alma Vivente na Terra será determinado de uma vez por todas. Será muito mais do que uma ação militar em algum ponto do Oriente Médio. Será uma luta universal liderada por demônios, os quais reunirão todas as nações e as levarão a guerrear contra Deus.

Será a guerra final, a crise última, na história do planeta. Será a última parte da grande controvérsia começada muito tempo atrás por Lúcifer, na sede do Universo. E todos nós estaremos envolvidos. Assim como não houve neutros nos dias de Noé, tampouco haverá neutros neste conflito.

A verdade acerca do Armagedom é que ele é muito mais do que apenas uma campanha militar; é uma grande batalha. Esse grande conflito já começou. Os espíritos dos demônios estão em atividade. Uma tremenda conspiração está a caminho para esconder a verdade dos ensinamentos bíblicos e divulgar teorias que escondem a identidade do verdadeiro anticristo.

O Armagedom é a última batalha, mas ela não é, realmente, uma disputa, pois já sabemos quem será o vencedor e quem será o perdedor. Satanás venceu na batalha do Jardim do Éden, quando conquistou Adão e Eva para o seu lado. Nos últimos dias, ele enfrentará um grupo de pessoas dedicadas ao seu Comandante Supremo. O Cordeiro vencerá, pois Ele é o Rei dos reis e Senhor dos senhores.

17 Então, derramou o sétimo anjo a sua taça pelo ar, e saiu grande voz do santuário, do lado do trono, dizendo: Feito está!

18 E sobrevieram relâmpagos, vozes e trovões, e ocorreu grande terremoto, como nunca houve igual desde que há gente sobre a terra; tal foi o terremoto, forte e grande.


Um grande terremoto: Este terremoto pode até ser o resultado da liberação de energia atômica. Trata-se de um "terremoto como nunca houve igual desde que há gente sobre a Terra; tal foi o terremoto, forte e grande" que sacudirá o planeta.

19 E a grande cidade se dividiu em três partes, e caíram as cidades das nações. E lembrou-se Deus da grande Babilônia para dar-lhe o cálice do vinho do furor da sua ira.


As cidades das nações caíram: As grandes cidades do mundo vão cair, e deixarão de ser cidades. O aço, as pedras e todo o material usado nas construções se desintegrarão.

20 Todas as ilhas fugiram, e os montes não foram achados;

21 também desabou do céu sobre os homens grande saraivada, com pedras que pesavam cerca de um talento; e, por causa do flagelo da chuva de pedras, os homens blasfemaram de Deus, porquanto o seu flagelo era sobremodo grande.


Saraivada: O capítulo termina com um bombardeio de pedras de saraiva. Não parece de muito efeito, depois do que acabamos de ler. Mesmo assim, eu não gostaria de estar no meio de uma saraivada de pedras, com pedras pesando cerca de 50 quilos. Já vi pedras de saraiva quase do tamanho de um ovo, e elas causaram bastante estrago.

Este não é o único lugar onde a Bíblia diz que Deus está preparando um bombardeio de pedras de saraiva.

O Senhor abriu o Seu arsenal e tirou dele as armas da Sua indignação; porque o Senhor, o Senhor dos Exércitos, tem obra a realizar na terra dos caldeus (Jeremias 50:25).

O Senhor tem um arsenal. E a Bíblia diz que os piores ataques que o mundo jamais viu ainda estão por vir.

Acaso, entraste nos depósitos da neve e viste os tesouros da saraiva, que Eu retenho até ao tempo da angústia, até ao dia da peleja e da guerra? (Jó 38:22 e 23).

Não se pode zombar do futuro. Há muitas coisas em risco – nossa felicidade, nosso bem-estar, nossa segurança, nossa eternidade, nossa própria existência. Não ousamos adivinhar ou conjecturar. O homem pode presumir o que é a verdade. O homem pode especular. O homem pode predizer. O homem pode projetar. Mas ele é incapaz de dizer com certeza o que há no futuro. Somente Deus possui visão acerca do amanhã, do depois de amanhã e dos anos ainda pela frente.

Deus diz:

Atentai para a Minha repreensão; eis que derramarei copiosamente para vós outros o Meu espírito e vos farei saber as Minhas palavras. Mas, porque clamei, e vós recusastes; porque estendi a mão, e não houve quem atendesse; antes, rejeitastes todo o Meu conselho e não quisestes a Minha repreensão; também Eu Me rirei na vossa desventura, e, em vindo o vosso terror, Eu zombarei, em vindo o vosso terror como a tempestade, em vindo a vossa perdição como o redemoinho, quando vos chegar o aperto e a angústia. Então, Me invocarão, mas Eu não responderei; procurar-Me-ão, porém não Me hão de achar. Porquanto aborreceram o conhecimento e não preferiram o temor do Senhor; não quiseram o Meu conselho e desprezaram toda a Minha repreensão. Portanto, comerão do fruto do seu procedimento e dos seus próprios conselhos se fartarão. Os néscios são mortos por seu desvio, e aos loucos a sua impressão de bem-estar os leva a perdição. Mas o que me der ouvidos habitará seguro, tranqüilo e sem temor do mal (Provérbios 1:23-33).

Quando fui para a universidade, conheci um jovem que não tinha tempo para a religião. Ele zombava dos que levavam a sério a religião. Costumava dizer: "Religião é coisa para covardes. Eu posso enfrentar o futuro sem medo, e não preciso de Deus. Se houver punição para os pecadores, eu a recebo como um homem. Não tenho medo."

Alguns anos mais tarde, ouvi dizer que esse jovem estava num clube noturno em Boston quando irrompeu um incêndio. As saídas estavam bloqueadas pelo fogo. Ninguém pôde escapar de dentro do prédio em chamas. Testemunhas disseram que ale morreu gritando com pavor e desespero: "Tirem-me daqui, não estou pronto para morrer!" Ele morreu como um covarde.

Está chegando a hora quando todos os que não aceitaram a Cristo terão de enfrentar o julgamento. A Bíblia pergunta: "Como escaparemos nós, se negligenciarmos tão grande salvação?" (Hebreus 2:3).

Esta é uma pergunta que só você poder responder. Deus não pode respondê-la. Os anjos não podem respondê-la. Sua esposa ou seu esposo não podem respondê-la para você. A decisão deve ser sua, só sua. É uma pergunta que ninguém pode evitar.